FINALMENTE A CHUVA
12-10-2018
FINALMENTE A CHUVA

 


 
Ah!... Finalmente a chuva. Em todo o seu esplendor de curiosidade, de mistério, de brilho mágico. O apelo ao aconchego, ao retiro. O Inverno que se anuncia ainda ao longe, mas certeiro, inexorável.

Os salpicos ainda bem-vindos, por serem poucos, e entrecortados por um sol que todavia aquece como deve ser.


E a sintonia biológica do organismo, a exigir respeito pelo seu estado mais letárgico, mais inerte, a precisar de maior contrariedade para ser tirado da cama. Talvez o horário de inverno devesse ser mais curto, mais em linha com as exigências do espírito...

E sabe bem a ideia da lareira, da manta no sofá, da proximidade e intimidade característica do tempo que se diz mau, mas que é bom enquanto não for muito. Ainda se depois esteja prometido o típico "estou farto de chuva", ou "que chatice que nunca mais vem o bom tempo"... Mas isso é para depois. Por agora, autorizemo-nos a achar piada ao chão molhado, ao cintilar das gotas nas árvores, e às cores incríveis que nascem por esta altura.

Boa chuva!
 
 
 
 
 
Gonçalo Gil Mata
 
 
 

 

(Foto: Boracay, FILIPINAS)

 

 

 

 

Leave a comment:

Name *
E-mail
Message *
Verification