OS DIAS JÁ ESTÃO A CRESCER
ARTICLES • 28-12-2017
OS DIAS JÁ ESTÃO A CRESCER

 


 
Não se sente. E com a chuva à mistura, mal se mede na luz. Mas, é um facto: desde há uns dias, mais e mais sol para nós diariamente.
 
 
Dias cada vez mais longos é para mim uma ideia reconfortante. Um quê de promessa no ar. Imagino esta zona do planeta mais e mais exposta ao sol e, mesmo sentindo o frio, vem a certeza de que para lá das nuvens faz sol. Hoje uns minutos mais do que ontem. Vem-me à mente um: "estamos safos." É irónico. Um inverno inteiro pela frente e, ainda assim, algum "estamos safos" me ocorre, por saber que os dias estão a crescer.
 
 
Também a nossa psique é uma espécie de boletim meteorológico. Sentimos as estações. Muitas vezes como nos Açores: tudo no mesmo dia. Mas outras vezes entra num Inverno desgraçado, frio, chuvoso, comprido que nunca mais acaba. Mas não tem mal. Sabemos que não tem mal porque lá está o sol a dar-lhe, a dar-lhe, a viajar na geometria do espaço, cada dia mais tempo. E, por esse facto inegável, a Primavera do ânimo está "condenada" a vir, mais tarde ou mais cedo.
 
 
Todos sabemos viver as estações de dentro. Sofremos. Vibramos. Arrependemos. Encorajamos. Experienciamos vida, é este o filme.
 
Mas nem todos sabemos, por outro lado, que para lá do filme também somos a tela, sem luz no cinema vazio. Sem película própria, sem argumento próprio, onde por mais aventuras, guerras, romances, tragédias, terrores e loucuras vividas, nem um risco nesse sítio onde a luz se projeta. Tudo imaculado na própria tela que dá vida às imagens, um momento antes ainda meros feixes de luz. Zero riscos nesse material que os reflete, captando-os para os entregar à mente, ao mundo da perceção, ao mundo da ideação. Tudo impecável no céu da tempestade.
 
 
Relembro: mais do que a tormenta ou bonança, somos o céu.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Gonçalo Gil Mata
 
 
 

 
(Foto: Porto, PORTUGAL)
 
 

 

Leave a comment:

Name *
E-mail
Message *
Verification